FacebookTwitterGoogle+Linkedin
Baralho Literário
10
Passeio no jardim do Trianon
Floreio o que há em mim, sine qua non
No Centro Cultural Rua Vergueiro
Cinema e sarau pro dia inteiro.Clicando aqui, você ouve a música
10
A
Era um perobento fora de série. Idolatrar o livre comércio e vomitar em cima dos filhos de Trotsky não eram os únicos passatempos daquele tagarela dos púlpitos, ele também gostava de deixar claro que a imunidade dos endinheirados era uma característica normalíssima do sistema no qual quem pode mais chora menos.Clicando aqui, você lê o conto completo
A
9
Como é meu hábito, não dei soco na parede, não amaldiçoei o universo e nem chorei de raiva. Apenas ri! Gargalhei demais! Desfrutei o paladar da euforia saborosamente como um idiota!
Não existe jeito mais delicioso de rir do que se esgoelando como um retardado! É muito bom ser ridículo! É bastante prazeroso ser capaz tirar um sarro de si próprio! Isto é virtuoso!Clicando aqui, você assiste ao vídeo
9
Clique sobre o baralho!